Brasil

Aécio: está chegando momento de o PSDB sair do governo

POR GBrasil | 11/11/2017
img/noticias/Aécio: está chegando momento de o PSDB sair do governo
O

O senador Aécio Neves (PSDB-MG), presidente licenciado do partido, disse neste sábado que “há um convencimento de todos nós que está chegando o momento da saída [do governo de Michel Temer]”. O tucano afirmou jogou a responsabilidade de discutir o desembarque aos dois candidatos ao comando do PSDB: o senador Tasso Jeireissati (CE) e o governador de Goiás, Marconi Perillo.

 

“Quero sugerir aos dois candidatos, Marconi e Tasso, que convoquem os ministros do PSDB para uma reunião e definam com eles de forma clara. Vamos sair pela porta da frente. Da mesma forma que entramos“, disse Aécio.

 

Atualmente, o PSDB ocupa quatro ministérios na Esplanada –Relações Exteriores, Cidades, Secretaria de Governo e Direitos Humanos.

 

Aécio afirmou que sua opinião à época em que Temer assumiu o Planalto “era não participar do governo“. O senador disse que a presença do partido na base de apoio a Temer “não é fisiológica“, como afirmou o Tasso Jereissati.

 

“Quando eu próprio aventei o nome do senador Tasso Jereissati para ocupar o Ministério do Desenvolvimento Econômico, e essa possibilidade existiu, isso não era visto como algo fisiológico. Era certamente pela capacidade que o senador poderia ter para o país naquele instante“, declarou.

 

CRÍTICA AOS "CABEÇAS-PRETAS"

Aécio tenta esfriar a discussão levantada por uma ala descontente no PSDB. Na 5ª feira (9.nov), o candidato à Presidência da República em 2014 afastou Tasso do cargo de presidente interino do partido.

 

Alegou que, por causa do anúncio da candidatura do cearense ao comando da sigla a partir de dezembro, seria justo que Tasso não ocupasse o cargo interinamente.

 

“No momento em que Tasso opta por ser candidato, o que me parecia natural, ético e correto é que ele próprio se afastasse. Não tendo feito isso, eu assumi a responsabilidade“, disse.

 

O ex-governador de Minas Gerais também criticou o grupo que apoia o senador Tasso, os chamados cabeças-pretas – ala mais jovem do partido.

 

“Não vejo o mesmo ímpeto de alguns dos chamados cabeças-pretas, que eu respeito, meus amigos, com que defendem a saída pirotécnica do governo para defender as reformas, em especial a da Previdência“, disse Aécio.

 

Segundo o senador, “o PSDB está perdendo o papel de vanguardista de liderança maior no país no campo das reformas estruturais“.

COMPARTILHE:

Notícias Relacionadas

Brasil 11/11/2017 Eleição custou de R$ 4,5 bilhões aos cofres públicos

Eleições deste ano só não foram mais caras que as de 2014, auge da corrupção envolvendo empreiteiras, que custaram R$5,1 bilhões.

Brasil 11/11/2017 Bolsonaro: há uma parte do governo Temer que funciona

Ministro das Cidades, Alexandre Baldy é o símbolo desta pequena parte do governo Temer que dá certo. 

Brasil 11/11/2017 Marcelo Aro tenta usar plantão no tribunal para reaver PHS

Aro perdeu o comando do partido para o goiano Eduardo Machado. Ele tenta usar plantão do TJ para atropelar juiz substituto.

Brasil 11/11/2017 Em dois dias, Baldy recebe parlamentares, prefeitos e lideranças de 15 estados

Em ritmo intenso de trabalho, o goiano e ministro das Cidades, Alexandre Baldy, atendeu, em apenas dois dias, representantes de 15 estados.

INSCREVA-SE

Cadastre seu e-mail e fique por dentro de todas as notícias do Brasil e do mundo com publicações realizadas pelos melhores jornalistas do Brasil. A plataforma inteligente do GBrasil oferece o melhor do conteúdo jornalístico exclusivo para você.

ENVIAR
Obrigado por se inscrever em nosso site. Aguarde novidades!
ACOMPANHE AS NOSSAS REDES
  • Show da Manhã - Jovem Pan-GO