Brasil

Câmara adia votação de PEC da reforma política para semana que vem

POR GBrasil | 17/08/2017
img/noticias/Câmara adia votação de PEC da reforma política para semana que vem
A

A Câmara dos Deputados adiou para a próxima semana a votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que institui um fundo público de financiamento de campanhas e estabelece o chamado "distritão" para eleições legislativas, diante de indefinição dos deputados sobre o novo sistema eleitoral.

 

Os parlamentares tinham acertado votar na quarta-feira ao menos o texto-base do projeto e um emenda para suprimir dispositivo que trata dos recursos a serem destinados para o fundo eleitoral, mas nem isso foi possível.

 

A sessão foi encerrada pouco depois das 22h após aprovação de um requerimento de encerramento da discussão da proposta, de acordo com a Agência Câmara Notícias.

 

Com o adiamento da votação, há uma possibilidade de as novas regras para as próximas eleições não serem aprovadas pelo Congresso a tempo para as eleições de outubro de 2018, uma vez que precisariam passar pelas duas Casas até um ano antes do pleito.

 

O "distritão", sistema majoritário pelo qual são eleitos os candidatos mais votados em cada Estado, foi inserido no texto da PEC por meio de uma emenda, e passou a integrar o texto oficial produzido pela comissão, prevendo sua utilização nas eleições de 2018 e 2020.

 

Para 2022, prevê o texto, entraria em vigor o distrital misto, em que metade das vagas é preenchida a partir de uma lista fechada dos partidos enquanto a outra metade será definida pelo sistema de votação majoritária em distritos.

 

Atualmente os deputados federais, estaduais e vereadores, além dos integrantes da Câmara Legislativa do Distrito Federal, são eleitos pelo sistema proporcional, em que é levado em conta o total de votos de um partido ou coligação para se determinar os eleitos. (da Reuters)

COMPARTILHE:

Notícias Relacionadas

Brasil 17/08/2017 Eleição custou de R$ 4,5 bilhões aos cofres públicos

Eleições deste ano só não foram mais caras que as de 2014, auge da corrupção envolvendo empreiteiras, que custaram R$5,1 bilhões.

Brasil 17/08/2017 Bolsonaro: há uma parte do governo Temer que funciona

Ministro das Cidades, Alexandre Baldy é o símbolo desta pequena parte do governo Temer que dá certo. 

Brasil 17/08/2017 Marcelo Aro tenta usar plantão no tribunal para reaver PHS

Aro perdeu o comando do partido para o goiano Eduardo Machado. Ele tenta usar plantão do TJ para atropelar juiz substituto.

Brasil 17/08/2017 Em dois dias, Baldy recebe parlamentares, prefeitos e lideranças de 15 estados

Em ritmo intenso de trabalho, o goiano e ministro das Cidades, Alexandre Baldy, atendeu, em apenas dois dias, representantes de 15 estados.

INSCREVA-SE

Cadastre seu e-mail e fique por dentro de todas as notícias do Brasil e do mundo com publicações realizadas pelos melhores jornalistas do Brasil. A plataforma inteligente do GBrasil oferece o melhor do conteúdo jornalístico exclusivo para você.

ENVIAR
Obrigado por se inscrever em nosso site. Aguarde novidades!
ACOMPANHE AS NOSSAS REDES
  • Show da Manhã - Jovem Pan-GO