Brasil

Com Temer, economia se recupera e cala pessimistas

POR GBrasil | 10/10/2017
img/noticias/Com Temer, economia se recupera e cala pessimistas
S

Sob a cortina de manchetes sensacionalistas que vendem um cenário apocalíptico no governo Michel Temer (PMDB) e que empurram a aprovação do presidente para índices baixos, a economia brasileira floresce. 

 

Para desespero dos pessimistas, o País vislumbra hoje um horizonte de crescimento que ninguém, em sã consciência, projetaria no auge da crise de 2016, na ocasião em que Dilma Rousseff (PT) foi deposta. Julgávamo-nos todos condenados ao limbo da recessão por décadas. 

 

Para alivio dos mais de 170 milhões de brasileiros, Temer agiu com a responsabilidade e prudência que o momento exigia. Encerrou a oferta de financiamentos generosos para os chamados “campeões nacionais”, como a JBS; acabou com a vocação de “babá de empresário” que por anos definiu o perfil do BNDES; cortou gastos públicos; empreendeu reformas; bancou medidas impopulares, porém necessárias; e sustou a mamata de blogs criados para disseminar o discurso de ódio do PT. 

 

O presidente deu aos ministros Henrique Meirelles e Dyogo Oliveira o aval necessário para executar o plano que tirou o Brasil do fundo do poço. Os três fizeram a lição de casa e o resultado veio antes do que esperávamos: a projeção de crescimento, que há até poucos meses era de 0,5%, já subiu para 0,7%, de acordo com o Banco Central (BC) e com o Fundo Monetário Internacional (FMI) e é de 3% para o ano que vem. A curva do emprego - que é o que realmente importa na vida do brasileiro - recuperou a tendência de alta. O Brasil voltou a ser o País do futuro. 

 

O pessimismo arraigado no discurso de quem torce contra Temer sofre seguidos revezes com o noticiário econômico, que ora informa a quebra de recordes positivos na Bolsa de Valores, ora abre espaço para as reuniões do Comitê de Política Monetária (Copom), de onde com frequência têm saído decisões que implicam na queda da taxa de juros. 

 

Ora, até o mais leigo em economia sabe que redução de taxa Selic só é possível em ambientes com a inflação controlada - outro trunfo de Temer e sua equipe. E a combinação entre juros baixos e inflação reduzida é: ampliação da oferta de crédito, aquecimento do consumo e - segurem-se nas cadeiras, carpideiras! A palavra mágica vem agora - crescimento. 

 

O curioso é notar que a mistura entre o desempenho espetacular da economia e o massivo noticiário de ataque ao presidente criou uma situação atípica: vítima de um certo grau de manipulação, o povo reprova o governo, apesar de estar satisfeito com as medidas que ele empreende na economia e beneficiar-se delas. 

 

No subconsciente, o brasileiro entende que o País voltou a andar nos trilhos e por isso, nas últimas pesquisas, disse - na sua maioria - que quer que o presidente conclua o seu mandato. A despeito dos protestos, fato é que a população confia em Temer - ainda que esteja sob influência da torrente de sensacionalismo da mídia. Logo acordará, porque não se faz ninguém de bobo por muito tempo.

 

Contra o discurso de ódio, a caravana do presidente passará. Para alívio da nossa economia. 

COMPARTILHE:

Notícias Relacionadas

Brasil 10/10/2017 Governo negocia mudanças na reforma da Previdência

Segundo o ministro Dyogo Oliveira, a ideia ainda n√£o foi tratada ¬ďde maneira organizada¬Ē dentro do governo

Brasil 10/10/2017 PT aprova resolução para apoiar candidatura de Lula em 2018

Partido convoca ainda seus filiados a contruibu√≠rem para uma ¬ďt√°tica eleitoral¬Ē

INSCREVA-SE

Cadastre seu e-mail e fique por dentro de todas as not√≠cias do Brasil e do mundo com publica√ß√Ķes realizadas pelos melhores jornalistas do Brasil. A plataforma inteligente do GBrasil oferece o melhor do conte√ļdo jornal√≠stico exclusivo para voc√™.

ENVIAR
Obrigado por se inscrever em nosso site. Aguarde novidades!
ACOMPANHE AS NOSSAS REDES
  • Show da Manh√£ - Jovem Pan-GO