Brasil

CPI da JBS: Marun relator prenuncia dias difíceis para Janot

POR GBrasil | 12/09/2017
img/noticias/CPI da JBS: Marun relator prenuncia dias difíceis para Janot
A

A escolha do deputado federal Carlos Marun (PMDB-MS), mais incisivo dos aliados do presidente Michel Temer (PMDB), para a relatoria da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) da JBS prenuncia dias difíceis para o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, a quem a tropa de choque do Palácio do Planalto trata como inimigo. É provável que Janot seja convocado a depor assim que encerrar o seu mandato como PGR, no dia 17 de setembro. 

 

A comissão deve apurar as condições em que foi firmado o acordo de delação premiada entre os empresários da JBS e o Ministério Público Federal (MPF) no âmbito da Operação Lava Jato. Existe hoje a suspeita - em grande parte alimentada por parlamentares governistas - de que Janot teria orientado extraoficialmente a defesa de Joesley Batista e Ricardo Saud para que conseguissem um acordo generoso com o MPF. É neste ponto que Marun deve insistir, à exaustão. 

 

A delação resultou nas denúncias que envolveram o nome de Temer em participação de esquema de pagamento de propina e troca de favores entre os empresários e o governo. Na semana passada, as investigações sofreram uma reviravolta após a divulgação de um áudio de quatro horas em que os executivos Joesley Batista e Ricardo Saud, da holding, acertam, de acordo com o MPF, a omissão de informações aos investigadores. Os executivos foram presos preventivamente devido aos fatos.

 

Além de um dos principais aliados do governo, Marun recebeu, na sua campanha, recursos de outros candidatos que foram financiados pela JBS. O deputado nega que se sinta impedido para ser relator e que pautará o trabalho da comissão pela “busca da verdade”.

TAGS:

COMPARTILHE:

Notícias Relacionadas

Brasil 12/09/2017 TRF-4 homologa delação do fim do mundo de Palocci

Ex-ministro fechou os termos da dela√ß√£o com delegados respons√°veis pelas investiga√ß√Ķes da Lava Jato ap√≥s MPF rejeitar o acordo.

Brasil 12/09/2017 PF investiga Lulinha por contrato na gestão Sérgio Cabral

Contrato entre Secretaria de Educa√ß√£o do RJ e empresa do s√≥cio de Lulinha custou R$ 93,7 milh√Ķes e n√£o foi cumprido.

Brasil 12/09/2017 Mesmo preso, Lula comentar√° Copa no r√°dio

Ex-presidente preso por corrupção participará do programa apresentado pelo jornalista José Trajano na TVT e rádio Brasil Atual.

Brasil 12/09/2017 Movimento pela volta dos militares é imbecilidade que precisa ser combatida

Regime dos generais tinha censura, tortura e corrup√ß√£o. As institui√ß√Ķes eram fracas e os cidad√£os n√£o tinham liberdade.

INSCREVA-SE

Cadastre seu e-mail e fique por dentro de todas as not√≠cias do Brasil e do mundo com publica√ß√Ķes realizadas pelos melhores jornalistas do Brasil. A plataforma inteligente do GBrasil oferece o melhor do conte√ļdo jornal√≠stico exclusivo para voc√™.

ENVIAR
Obrigado por se inscrever em nosso site. Aguarde novidades!
ACOMPANHE AS NOSSAS REDES
  • Show da Manh√£ - Jovem Pan-GO