Brasil

Demóstenes tentará voltar a Brasília como deputado

POR GBrasil | 26/11/2017
img/noticias/Demóstenes tentará voltar a Brasília como deputado
D

Depois de conseguir, no Supremo Tribunal Federal (STF), a anulação das provas que o associavam ao contraventor Carlinhos Cachoeira, o ex-senador Demóstenes Torres decidiu que em 2018 vai disputar mandato de deputado federal. Ele está filiado ao PTB, que em Goiás é presidido pelo deputado Jovair Arantes. O grupo político de Jovair tentou incensar Demóstenes a ponto de viabilizá-lo como candidato ao Senado na chapa da base aliada ao governador Marconi Perillo (PSDB), mas não deu certo. 

 

Afastado dos holofotes da mídia, Demóstenes hoje se dedica ao ofício de procurador do Estado, do qual se afastou quando convidado por Marconi a ingressar na carreira política como secretário estadual de Segurança Pública. Ele é irmão do atual procurador-geral de Justiça de Goiás, Benedito Torres. 

 

RENASCIMENTO

Desde o dia em que teve o mandato cassado pelos colegas senadores, em 11 de julho de 2012, Demóstenes tornou-se um defunto político aos olhos da maioria. À exceção dele próprio, ninguém acreditava em uma reviravolta que o devolvesse ao palco das grandes decisões do País, que ele frequentou com brilhantismo antes da tempestade que devastou sua vida. 

 

Mas Demóstenes, competente como sempre e silencioso como nunca, montou a sua defesa baseado no argumento de que as provas contra ele foram obtidas de forma ilegal. Convenceu o Supremo Tribunal Federal (STF) de que o processo contra ele tinha de ser anulado e conseguiu o que queria: recuperou os seus direitos políticos. Ato contínuo, requereu ao Senado a devolução do seu mandato e reposicionou-se no debate eleitoral em Goiás. Demóstenes voltou.

 

Renascido das cinzas, o ex-senador foi cortejado por diferentes partidos, mas optou pelo PTB. O partido encomendou pesquisas que mostraram que o eleitor o considera inocente pelas acusações que lhe foram imputadas ou que, na pior das hipóteses, entende que Demóstenes já pagou por seus pecados. Muitos dos entrevistados admitiram votar nele de novo, caso ele se candidate. 

 

COMPARTILHE:

Notícias Relacionadas

Brasil 26/11/2017 Eleição custou de R$ 4,5 bilhões aos cofres públicos

Eleições deste ano só não foram mais caras que as de 2014, auge da corrupção envolvendo empreiteiras, que custaram R$5,1 bilhões.

Brasil 26/11/2017 Bolsonaro: há uma parte do governo Temer que funciona

Ministro das Cidades, Alexandre Baldy é o símbolo desta pequena parte do governo Temer que dá certo. 

Brasil 26/11/2017 Marcelo Aro tenta usar plantão no tribunal para reaver PHS

Aro perdeu o comando do partido para o goiano Eduardo Machado. Ele tenta usar plantão do TJ para atropelar juiz substituto.

Brasil 26/11/2017 Em dois dias, Baldy recebe parlamentares, prefeitos e lideranças de 15 estados

Em ritmo intenso de trabalho, o goiano e ministro das Cidades, Alexandre Baldy, atendeu, em apenas dois dias, representantes de 15 estados.

INSCREVA-SE

Cadastre seu e-mail e fique por dentro de todas as notícias do Brasil e do mundo com publicações realizadas pelos melhores jornalistas do Brasil. A plataforma inteligente do GBrasil oferece o melhor do conteúdo jornalístico exclusivo para você.

ENVIAR
Obrigado por se inscrever em nosso site. Aguarde novidades!
ACOMPANHE AS NOSSAS REDES
  • Show da Manhã - Jovem Pan-GO