Brasil

Mário Rosa: não deixem Lula fora da eleição

POR GBrasil | 16/01/2018
img/noticias/Mário Rosa: não deixem Lula fora da eleição
E

Ex-editor da revista Veja, o jornalista Mário Rosa faz uma engraçada caricatura dos militantes anti-Lula em artigo publicado no site Poder360, às vésperas do julgamento que vai definir a sorte do ex-presidente na corrida pelo Palácio do Planalto neste ano. 

 

Confira: 

 

O DESABAFO DE UM ANTI-LULA

Não é justo. Eu me preparei a vida inteira para esse final apoteótico: eu comprei uma amarelinha da seleção perto de casa e segui triunfante para me incorporar às hordas eletrizadas pelo afastamento da #foraDilma. Eu compartilhei todos os memes, sobretudo os tenebrosos, aqueles em que ele aparecia de camisa listrada, com toda a minha lista de contatos. Eu talvez tenha sido o maior consumidor individual de lulecos: dei para todos os amigos. Eu aplaudi emocionado, cantando o hino nacional, em lágrimas, o pato amarelo da Fiesp. E agora fazem isso comigo?

 

Eu simplesmente odeio o Lula. Isso é mais forte do que eu. Na verdade, isso sou eu. Isso me define. É o que me dá identidade. Meus amigos me veem e já veem ele na minha chegada:

– Melhor nem falar no sapo barbudo…

 

Pra me sacanear, quantas estrelinhas vermelhas horrendas e detestáveis eu já não recebi na vida?

 

Pois agora vem e fazem isso comigo? No ano que eu estava preparado para ser o mais emocionante de toda a minha vida anti-Lula, eu diria até que o ano que seria o final da minha copa do mundo pessoal contra ele, esse pessoal da Justiça vem e simplesmente querem tirar ele do jogo no tapetão? E eu? Como ficamos nós, os órfãos do antilulismo? Não é justo que pelo menos o Estado nos ofereça algum tipo de atendimento especial nessa fase de transição?

 

Sim, porque nosso ódio não nasceu do dia para a noite e não pode ser arrancado de nós numa canetada. Precisamos entrar em uma clínica de reabilitação e, gradualmente, nos reciclarmos do nosso antilulismo que tanto bem fez ao país e, sobretudo, a nós mesmos. Era como odiar o maior adversário do seu time predileto: e quando vencíamos, nada, nada era mais delicioso de festejar.

 

É claro que odiar Lula também tinha suas dores lancinantes. Houve goleadas que sofremos, confesso, em que saímos do estádio aos prantos. O pior era no dia seguinte, no serviço. Sempre aparecia um engraçadinho pra fazer um bullying, colar um santinho do desalmado na gente, escrever o insuportável 13 em algum lugar, mandar um WhatsApp com a foto dele sorrindo. Zoavam sim. Mas quando a gente ganhava… Ah, quando a gente ganhava! Tinha troco: era petralha pra lá, nota de dólar pra lá, cerveja depois do expediente.

 

E depois dessa vida inteira querem arrancar isso de nós? Já imaginou um palmeirense não ter um corintiano para odiar? Vai odiar o quê? A Portuguesa? Com todo o respeito ao glorioso time do Canindé, mas não dá pra comparar. Já imaginou se de uma hora para outra acabassem com o Corinthians? Tenho certeza de que o Palmeiras seria o 1º a entrar com um protesto na Federação Paulista de Futebol. Que isso, meu?

 

Não, não. Podem fazer isso com ele, sim. O que não podem é fazer isso comigo! Eu vou ser o quê? Anti-Huck? Anti-Ciro? Anti-Alckmin? Senhores desembargadores do TRF-4: os senhores estão querendo me rebaixar? Eu sou um anti-L-u-l-a! Por favor, que esse calvário seja longo. Abram todas as possibilidades e prazos de recurso, pois assim eu vou poder me mobilizar e dizer que isso é uma vergonha. Permitam que as chances recursais viabilizem até mesmo o registro da candidatura –daí eu e muitos como eu tomaremos a rua! E o meu sonho: que ele ganhe a eleição! Aí será o paraíso! Teremos 4 ou quem sabe 8 anos de protestos infinitos. Afinal, eu sou um anti-Lula.

 

COMPARTILHE:

Notícias Relacionadas

Brasil 16/01/2018 Eleição custou de R$ 4,5 bilhões aos cofres públicos

Eleições deste ano só não foram mais caras que as de 2014, auge da corrupção envolvendo empreiteiras, que custaram R$5,1 bilhões.

Brasil 16/01/2018 Bolsonaro: há uma parte do governo Temer que funciona

Ministro das Cidades, Alexandre Baldy é o símbolo desta pequena parte do governo Temer que dá certo. 

Brasil 16/01/2018 Marcelo Aro tenta usar plantão no tribunal para reaver PHS

Aro perdeu o comando do partido para o goiano Eduardo Machado. Ele tenta usar plantão do TJ para atropelar juiz substituto.

Brasil 16/01/2018 Em dois dias, Baldy recebe parlamentares, prefeitos e lideranças de 15 estados

Em ritmo intenso de trabalho, o goiano e ministro das Cidades, Alexandre Baldy, atendeu, em apenas dois dias, representantes de 15 estados.

INSCREVA-SE

Cadastre seu e-mail e fique por dentro de todas as notícias do Brasil e do mundo com publicações realizadas pelos melhores jornalistas do Brasil. A plataforma inteligente do GBrasil oferece o melhor do conteúdo jornalístico exclusivo para você.

ENVIAR
Obrigado por se inscrever em nosso site. Aguarde novidades!
ACOMPANHE AS NOSSAS REDES
  • Show da Manhã - Jovem Pan-GO