Brasil

Sem Lula, MDB abandona PT no Nordeste

POR GBrasil | 07/02/2018
img/noticias/Sem Lula, MDB abandona PT no Nordeste
A

A provável saída do ex-presidente Lula da disputa pelo Palácio do Planalto deixou órfãos caciques políticos do Nordeste que contavam com seu apoio na campanha.

 

O MDB era o partido que mais se aliava ao petista na região. Eram 6 os caciques locais do partido acenando apoio à candidatura presidencial de Lula.

 

Sem ele na disputa, o PT não terá mais o apoio que contava do MDB nesses Estados:

 

  • Ceará – presidente do Senado, Eunício Oliveira;
  • Alagoas – senador Renan Calheiros;
  • Paraíba – senador José Maranhão;
  • Sergipe – governador Jackson Barreto;
  • Maranhão – Roseana Sarney;
  • Piauí – vice-governadora Margarete Coelho.

 

Eunício volta ao lar

 

O presidente do Senado quer renovar sua vaga e continuar a comandar a Casa. Vai apoiar a reeleição do governador do Ceará, Camilo Santana, que é do PT, mas muito ligado aos irmãos Cid e Ciro Gomes (neste momento, no PDT). Eunício havia declarado apoio a Lula e não vê vantagem em apoiar o substituto do petista na disputa.

 

Renan com Collor

 

O ex-presidente do Senado é outro lulista. Sem o líder do PT concorrendo, cogita apoiar localmente a candidatura de Fernando Collor (PTC) ao Planalto. Em troca, Renan terá apoio para se reeleger senador e também amplia as alianças em torno de seu filho e atual governador de Alagoas, Renan Filho.

 

Entre Alckmin e Temer

 

O senador José Maranhão também flertava com o ex-presidente Lula. Agora, está prestes a fechar chapa com o senador tucano Cassio Cunha Lima. Aproximou-se do presidente Michel Temer e passou a defender candidatura própria do partido ao Planalto.

 

Roseana segue o pai

 

Pré-candidata ao governo do Maranhão, a ex-governadora já embarcou na aliança em torno do governo Temer. Seu pai, o ex-presidente José Sarney, era aliado de Lula. Agora, circula desenvolto nas solenidades do Planalto.

 

Piauí indefinido

 

A situação mais difícil entre os emedebistas no Nordeste é a da vice-governadora do Piauí, Margarete Coelho. O governador Wellington Dias (PT) é candidato à reeleição. Ela quer continuar como vice. Será pressionada a apoiar um petista para presidente no lugar de Lula –mas pode preferir ficar neutra nessa disputa.

COMPARTILHE:

Notícias Relacionadas

Brasil 07/02/2018 Eleição custou de R$ 4,5 bilhões aos cofres públicos

Eleições deste ano só não foram mais caras que as de 2014, auge da corrupção envolvendo empreiteiras, que custaram R$5,1 bilhões.

Brasil 07/02/2018 Bolsonaro: há uma parte do governo Temer que funciona

Ministro das Cidades, Alexandre Baldy é o símbolo desta pequena parte do governo Temer que dá certo. 

Brasil 07/02/2018 Marcelo Aro tenta usar plantão no tribunal para reaver PHS

Aro perdeu o comando do partido para o goiano Eduardo Machado. Ele tenta usar plantão do TJ para atropelar juiz substituto.

Brasil 07/02/2018 Em dois dias, Baldy recebe parlamentares, prefeitos e lideranças de 15 estados

Em ritmo intenso de trabalho, o goiano e ministro das Cidades, Alexandre Baldy, atendeu, em apenas dois dias, representantes de 15 estados.

INSCREVA-SE

Cadastre seu e-mail e fique por dentro de todas as notícias do Brasil e do mundo com publicações realizadas pelos melhores jornalistas do Brasil. A plataforma inteligente do GBrasil oferece o melhor do conteúdo jornalístico exclusivo para você.

ENVIAR
Obrigado por se inscrever em nosso site. Aguarde novidades!
ACOMPANHE AS NOSSAS REDES
  • Show da Manhã - Jovem Pan-GO