Força do Agronegócio

Centro-Oeste responde por 43,8% da safra de grãos no País

POR GBrasil | 10/10/2017
img/noticias/Centro-Oeste responde por 43,8% da safra de grãos no País
D

De acordo com dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia de Estatística (IBGE) nesta terça-feira, a região Centro-Oeste responde hoje por 43,8% de toda a produção nacional de cereais, leguminosas e oleaginosas. Em seguida vem a região Sul com 35,3%; o Sudeste, com 9,9%; o Nordeste, com 7,4%; e o Norte, com 3,6%.

 

Por estado, a produção é puxada por Mato Grosso, o maior produtor nacional de grãos, com participação de 26,2%; seguido pelo Paraná (17,2%); e Rio Grande do Sul (15,1%). Somados, os três estados respondem por 58,5% do total nacional previsto para este ano.

 

Completam o grupo dos dez maiores produtores de grãos Goiás (9,4%), Mato Grosso do Sul (7,9%), Minas Gerais (5,9%), São Paulo (4,0%), Bahia (3,4%), Santa Catarina (2,9%) e Maranhão (1,8%).

 

CRESCIMENTO 

As previsões de setembro indicam que a safra brasileira de grãos aumentará tanto em relação ao volume da produção quanto ao total da área plantada. Segundo dados divulgados hoje (10) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a produção total de cereais, leguminosas e oleaginosas será 1,1 milhão de toneladas, alta de 0,5% em relação à previsão de agosto.

 

Os dados fazem parte do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) de setembro e indicam também que a área plantada será de 143,6 mil hectares, neste caso alta de 0,2% em relação a agosto.

 

As estimativas de setembro, segundo o IBGE, confirmam que o país terá este ano a maior safra de sua história, com produção de cereais, leguminosas e oleaginosas atingindo 242 milhões de toneladas, o que representa alta de 30,3% (equivalente a 56,2 milhões de toneladas) em relação a 2016, quando a safra foi de 185,8 milhões de toneladas.

 

Já a estimativa da área plantada passou de 57,1 milhões de hectares em setembro de 2016 para 61,2 milhões de hectares no mesmo período deste ano, um crescimento de 7,3%.

 

SOJA, MILHO E ARROZ

Os dados do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola de setembro deste ano confirmam a importância das culturas da soja, do milho e do arroz para a safra nacional de cereais, leguminosas e oleaginosas.

 

Os três principais produtos da safra brasileira de grãos representam 93,7% da estimativa da produção e 87,9% da área a ser colhida no período. Em relação a setembro de 2016, houve aumento de 2,2% na área plantada de soja, de 19,4% na área plantada do milho e de 3,9%, na de arroz. Na produção, houve alta de 19,5% para a soja, 16,2% para o arroz e 55,2% para o milho.

 

Os dados do IBGE indicam que as safras da soja, do milho e do arroz devem totalizar mais de 226 milhões de toneladas: a soja representando 47,5% desse total; o milho, 41,1%; e o arroz 5,1%. Na pesquisa, divulgada mensalmente pelo IBGE, a produção de milho teve aumento de 1,1%, na comparação de setembro com agosto.

 

“As últimas colheitas em Mato Grosso incrementaram a produção e atualizaram esse número”, explica Carlos Antônio Barradas, pesquisador do IBGE. Comparado com 2016, o milho também aparece como uma das culturas que mais devem alavancar a produção agrícola brasileira em 2017, com acréscimo de 55,2%.

 

Segundo Barradas, as chuvas deste ano têm colaborado para safras mais abundantes. “No ano passado, a seca prejudicou muito as lavouras, principalmente no Centro-Oeste”, disse.

COMPARTILHE:

Notícias Relacionadas

10/10/2017 Consórcio Brasil Central: plataforma facilita atração de investidores

A vantagens da plataforma digital foram apresentados por Danilo Ferreira,superintendente de Ciência e Tecnologia de Goiás

10/10/2017 Tocantins investe no desenvolvimento do agronegócio

Governo aposta no desenvolvimento e modernização do agronegócio como estratégias para impulsionar economia do Estado no pós-crise.

10/10/2017 Marcelo apresenta Tocantins Agro e discute parcerias no Japão

Projeto propõe estimular a produção agrícola do Estado e oferecer segurança alimentar para os mercados interno e externo

10/10/2017 Agropecuária goiana já cresceu 14,2% em 2017

Destaque é a riqueza gerada pela produção de milho, que registra alta de 89,7%. Outras culturas que tiveram bom resultado: sorgo e cereais.

INSCREVA-SE

Cadastre seu e-mail e fique por dentro de todas as notícias do Brasil e do mundo com publicações realizadas pelos melhores jornalistas do Brasil. A plataforma inteligente do GBrasil oferece o melhor do conteúdo jornalístico exclusivo para você.

ENVIAR
Obrigado por se inscrever em nosso site. Aguarde novidades!
ACOMPANHE AS NOSSAS REDES
  • Show da Manhã - Jovem Pan-GO