Você tem que saber

Latam aproveita tragédia com furacão Irma para faturar mais de clientes

POR Colunista Você tem que saber | 11/09/2017
img/noticias/Latam aproveita tragédia com furacão Irma para faturar mais de clientes
A

A Latam, empresa área de domínio brasileiro, se aproveita da tragédia com o Furacão Irma, no Estados Unidos, para aumentar seu faturamento. As denúncias e reclamações chegaram às centenas na última segunda-feira, especialmente de passageiros brasileiros. A manobra da companhia é simples e, segundo representantes de agências de viagens, é frequente.

 

Com o fechamento de vários aeroportos na Flórida e o cancelamento de todos os voos no domingo e na segunda, a empresa anunciou que iria permitir uma remarcação de voo sem custo adicional aos clientes. Acontece que, desde o domingo, a empresa informava que só dispunha de vagas para dali a uma semana ou mais. Sem outra alternativa, os passageiros usavam o direito de remarcação e agendavam nova viagem, já tendo que arcar com custos extras se hospedagem, alimentação nos diversos dias adicionais.

 

Acontece que, a partir da tarde de segunda-feira, “milagrosamente” vagas para datas bem anteriores começaram a surgir e, logicamente, os agentes de viagens alertaram seus clientes. E é aí que vinha a surpresa.

 

A Latam confirmava a existência de vagas, que não existiam até o dia anterior. Mas para fazer nova mudança exigia o pagamento de uma taxa de remarcação de até 250 dólares por passageiro, além da diferença tarifária. E aí entrava a surpresa maior. A diferença tarifária apresentava preços até três vezes maior que o preço original pago pelo cliente.

Ou seja, se o passageiro quisesse diminuir o atraso na sua volta teria que pagar, em muitos casos, o valor de até três novas viagens. Uma manobra típica da conhecida “Lei de Gerson” que, infelizmente, ainda navega em vários setores no Brasil e parece ser marca de companhias aéreas como a Latam.

 

Quando um passageiro, por decisão própria, resolve remarcar um voo, é normal que pague valores adicionais. O que não ocorre em casos excepcionais, muito menos numa tragédia das dimensões do Furacão Irma. Enquanto nos Estados Unidos empresas e governos faziam de tudo para minimizar os prejuízos com a tragédia provocada pelo Irma, a Latam fez exatamente o contrário.

 

O Governo da Flórida, por exemplo, assumiu o custo com os pedágios nas rodovias, liberando os usuários do pagamento. Várias redes de hotéis permitiram a extensão da estadia com custos reduzidos para quem não conseguiu voltar para casa. Companhias aéreas americanas reduziram drasticamente os preços de voos partindo da Flórida.

 

Enquanto isso, a Latam se aproveitou de um momento trágico e multiplicou o valor das suas tarifas para ganhar mais dinheiro. Segundo agências de viagens ouvidas pelo GBrasil, não foi a primeira vez que isso aconteceu. E como provavelmente ninguém vai fazer nada, não será a última.

 

Comportamento de descaso com passageiros foi notado em outro episódio recente pela Latam, quando nevascas cancelaram voos e deixaram passageiros brasileiros retidos na Argentina. Na época, em nota oficial, a Latam disse apenas que responderia aos órgãos oficiais se fosse notificada. Aos passageiros, faltou assistência e até informações.

COMPARTILHE:

Notícias Relacionadas

11/09/2017 Petrobras anuncia novo corte em gasolina

Preço cai 2,6% a partir de quarta-feira

11/09/2017 Banco Mundial: Brasil gasta além da conta, de forma ineficientes e injusta

Relatório avalia que isenção fiscal não contribuiu para fim das aumento de produtividade e geração de emprego

11/09/2017 Alckmin diz que apoia entrada de Luciano Huck para a política

Apresentador é cotado para disputar presidência em 2018

INSCREVA-SE

Cadastre seu e-mail e fique por dentro de todas as notícias do Brasil e do mundo com publicações realizadas pelos melhores jornalistas do Brasil. A plataforma inteligente do GBrasil oferece o melhor do conteúdo jornalístico exclusivo para você.

ENVIAR
Obrigado por se inscrever em nosso site. Aguarde novidades!
ACOMPANHE AS NOSSAS REDES
  • Show da Manhã - Jovem Pan-GO