Distrito Federal

Governo investe R$ 455 mil em pesquisas de combate à violência contra mulheres

POR GBrasil | 06/10/2017
img/noticias/Governo investe R$ 455 mil em pesquisas de combate à violência contra mulheres
P

Projetos de pesquisas relacionados ao enfrentamento da violência contra meninas e mulheres ganham apoio do governo nesta sexta-feira (6). Serão destinados R$ 455 mil para trabalhos universitários inscritos no edital da Fundação de Apoio à Pesquisa (FAP-DF).

 

Os coordenadores das seis propostas contempladas assinaram hoje, em solenidade na Casa da Mulher Brasileira, os termos de outorga que os habilitam a receber o recurso.

 

O investimento integra o pacote de ações do governo para o fortalecimento do sistema de proteção e promoção dos direitos das vítimas de violência doméstica.

 

“Temos uma rede de enfrentamento já bastante descentralizada. Essas pesquisas vão contribuir mais para a proteção de meninas e mulheres e a prevenção do crime”, destacou a secretária adjunta de Políticas para as Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos, Márcia de Alencar Araújo.

 

O secretário do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos, Gutemberg Gomes, completou: “A importância é, de fato, orientar a política pública para tomada de decisão”.

 

A coordenadora do projeto Mulher e Cidadania, Maria Raquel Pires, explica que a ideia da pesquisa contemplada pelo edital FAP nasceu a partir de outro trabalho desenvolvido pela equipe da Faculdade de Ciência da Saúde da Universidade de Brasília.

 

“Em 2016, criamos o jogo de tabuleiro intitulado Jogo Violeta. Na ocasião, o trabalho foi focado para profissionais da rede de atendimento às vítimas de violência como uma estratégia pedagógica. Agora queremos estender a ideia para um projeto lúdico voltado à população”, conta Maria Raquel, professora adjunta da Faculdade de Ciências da Saúde da UnB e coordenadora do núcleo de pesquisa da universidade.

 

A nova proposta consiste em contar, por meio de um jogo de cartas, uma história para desmistificar os estereótipos que envolvem a violência contra a mulher. O tempo de concepção de cada projeto contemplado é de até dois anos.

Já o projeto coordenado pela professora de psicologia da Universidade Católica de Brasília Luciana da Silva Santos busca compreender o impacto da ausência de direitos de mulheres donas de casa.

 

Ela contou que o projeto surgiu com a tese de doutorado defendida por ela em 2014, na UnB.

 

“Vimos que esse público é invisível entre estudiosas de gênero e feministas. Então, nessa pesquisa, compreendi o quanto que ser dona de casa, o trabalho doméstico, a invisibilidade das atividades, não ter o empoderamento financeiro, comprometem com a saúde mental delas.”

 

Luciana destacou a importância e editais de pesquisa como esse. “Precisamos cada vez mais tanto dar visibilidade ao tema quanto das pesquisas e obviamente da ação posterior ao resultado. Não queremos só os dados, queremos efetivar o que a gente encontrar”.

 

Abordagem inédita em edital específico
De acordo com o diretor-presidente da FAP-DF, Wellington Almeida, a abordagem do tema em edital específico é novidade. “Além da temática em si do enfrentamento da violência, o edital tem uma importância fundamental recente para a FAP, porque nos ajudou a construir editais focados em política pública aplicada”, explicou.

 

Almeida explicou que, nesse modelo, são apresentados os problemas e desafiados os pesquisadores a dar caminhos e soluções para política. Ele adiantou que outros dois editais desse tipo serão lançados: um na área de segurança pública e outro na de meio ambiente.

COMPARTILHE:

Notícias Relacionadas

Distrito Federal 06/10/2017 Metrô do DF lança estação que funciona com energia solar

Projeto da estação Guariroba é totalmente sustentável e o primeiro com captação de energia solar e na América Latina.

Distrito Federal 06/10/2017 Saúde lança concurso público para contratar 337 médicos

Estão previstas vagas para quatro especialidades que não têm lista de espera de aprovados em concurso anteriores

Distrito Federal 06/10/2017 Rollemberg anuncia a nomeação de 1.183 servidores

Maioria das vagas é para ser preenchida imediatamente, e outra parte até maio de 2018

Distrito Federal 06/10/2017 Saidão vai liberar 1.031 presos na quarta

Beneficiados com a medida têm de voltar às penitenciárias até as 10 horas de segunda

INSCREVA-SE

Cadastre seu e-mail e fique por dentro de todas as notícias do Brasil e do mundo com publicações realizadas pelos melhores jornalistas do Brasil. A plataforma inteligente do GBrasil oferece o melhor do conteúdo jornalístico exclusivo para você.

ENVIAR
Obrigado por se inscrever em nosso site. Aguarde novidades!
ACOMPANHE AS NOSSAS REDES
  • Show da Manhã - Jovem Pan-GO