Goiás

Coligação pede cassação de Kajuru por divulgar fake news

POR Colunista GO | 04/10/2018
img/noticias/Coligação pede cassação de Kajuru por divulgar fake news
A

A Coligação Goiás Avança Mais ingressou ontem (3/10), no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de Goiás, com uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) contra o candidato ao senado Jorge Kajuru (PRP). No pedido, que tem como base um histórico de 25 representações pelas chamadas Fake News nestas eleições e a alegação de abuso de poder político, a coligação pede a cassação do registro do candidato.

 

A alegação é a de que Kajuru estaria utilizando dos meios de comunicação permitidos pela legislação eleitoral para lançar informações inverídicas contra seus adversários. A ação, sob o número 0603299-48.2018.6.09.0000, foi distribuída para o desembargador Zacarias Neves Coelho, vice-presidente do TRE Goiás.

 

Na fundação da ação, a Coligação esclarece que, recentemente, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e ex-presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luiz Fux, externou a possibilidade da pena mais grave do Direito Eleitoral em caso de Fake News. Ou seja, além da cassação do candidato, a anulação da eleição quando demonstrada a existência massificada de notícias falsas prolatadas por um determinado candidato. O posicionamento foi dado em uma entrevista durante um Fórum sobre eleições realizado em abril deste ano.

 

“A legislação prevê coibir propagandas Uma propaganda que visa destruir candidatura alheia pode gerar uma configuração de abuso de poder que pode levar a uma cassação”, afirmou Fux. “Se o resultado da eleição for fruto de uma Fake News capaz de ter essa expressão, anula a eleição”, disse.

 

Conforme alegado na AIJE, Jorge Kajuru estaria veiculando, massificadamente, conteúdo ilegal com potencial capacidade para afetar a imagem de seus adversários perante o eleitorado. “Sendo certa que a manipulação do conteúdo de vídeos de caráter pejorativo e falso desborda, nitidamente, dos limites inerentes ao embate político”, pontua na ação.

 

O candidato ao Senado, conforme apontado na AIJE, estaria usando redes sociais e a propaganda eleitoral gratuita, em rádio e na televisão, para divulgar informações contra outros candidatos. “As redes sociais detêm grande efeito multiplicador mediante as famosas curtidas e compartilhamento, que ampliam, consideravelmente, o universo de receptores das mensagens publicadas”, diz a ação.

COMPARTILHE:

Notícias Relacionadas

Goiás 04/10/2018 CRLV Digital: Baldy facilita vida dos motoristas de Goiás

Condutores goianos terão, a partir de agora, a documentação do veículo e carteira de habilitação reunidos em um único aplicativo de celular.

Goiás 04/10/2018 Baldy libera R$ 30 milhões para obras em Mineiros

Estima-se que mais de 52 mil habitantes sejam beneficiados. Assinatura de termo de convênio acontece nessa sexta-feira.

Goiás 04/10/2018 PF prende outra vez Joesley, filho pródigo de Anápolis

Sócio-proprietário do grupo J & F é acusado de pagar propina em troca de favores do Ministério da Agricultura. Dois ex-ministros fram presos

Goiás 04/10/2018 Desleixo de Iris faz buracos se multiplicarem em Goiânia

Iris de antes já teria resolvido há muito tempo o problema. Como de fato resolveu em meados da década passada, no seu retorno à prefeitura.

INSCREVA-SE

Cadastre seu e-mail e fique por dentro de todas as notícias do Brasil e do mundo com publicações realizadas pelos melhores jornalistas do Brasil. A plataforma inteligente do GBrasil oferece o melhor do conteúdo jornalístico exclusivo para você.

ENVIAR
Obrigado por se inscrever em nosso site. Aguarde novidades!
ACOMPANHE AS NOSSAS REDES
  • Show da Manhã - Jovem Pan-GO