Goiás

Missões comerciais trouxeram R$ 4 bi em investimento estrangeiro a Goiás

POR Colunista GO | 10/09/2017
img/noticias/Missões comerciais trouxeram R$ 4 bi em investimento estrangeiro a Goiás
D

De acordo com dados divulgados nesta semana pelo governo de Goiás, missões comerciais comandadas pelo governador Marconi Perillo (PSDB) no exterior traduziram-se em mais de R$ 4 bilhões em investimentos estrangeiros nos últimos 22 meses, terminados em julho. A projeção é a de que este investimento provocará abertura de 34 mil vagas de empregos diretos e indiretos ao longo dos próximos anos. 

 

Missões como a que Marconi comanda nesta semana, em três países da América do Sul, são parte da política agressiva de busca por investidores além-fronteiras do Brasil, somada à concessão de incentivos fiscais para empresas que geram postos de trabalho no Estado. A estratégia funcionou bem nos últimos anos: o Produto Interno Bruto (PIB) bateu a cifra dos R$ 165 bilhões e Goiás conquistou o nono lugar no ranking de economias mais fortes e competitivas do País. 

 

Em duas décadas (período que se inicia com o primeiro governo Marconi), o PIB cresceu dez vezes, de R$ 17,4 bilhões em 1998 para R$ 178 bilhões em 2016. A balança comercial, por sua vez, cresceu 2,3 vezes entre 2005 e 2015, de US$ 1,093 bilhão para US$ 2,515 bilhões. O número de países para os quais Goiás exporta seus produtos cresceu duas vezes e meia, de cerca de 50 em 1998 para 145 nações em 2015.

 

China, Holanda, Índia, Rússia, Coreia do Sul, Irã, Estados Unidos, Hong Kong, Vietnã e Itália são os principais destinos das mercadorias de Goiás, exatamente os países priorizados pelas principais missões comerciais empreendidas. O saldo da balança comercial é positivo para Goiás, com os valores exportados superando o total de importações.

 

Entre os maiores investimentos estrangeiros anunciados para o Estado nos últimos meses estão Heineken, Caracal, Gerresheimer, Orico Gold, Anglo e Heinz, todos resultados das missões comerciais realizadas pelo Governo de Goiás. É o caso também de Hyundai, Suzuki e da ampliação da Mitsubishi.

 

Reportagem publicada em março pelo jornal O Popular mostrou que, 2016, Goiás ficou na 5.ª posição entre os Estados que mais ampliaram o número de empresas que passaram a exportar seus produtos para o exterior: "353 empresas de Goiás, de todos os tamanhos e setores, venderam para todos os cantos do mundo, 70 a mais que em 2015", afirmou a reportagem.

 

"Os números colocaram Goiás no quinto lugar no mapa de novas empresas exportadoras do País, ficando atrás apenas de Rio Grande do Sul e Santa Catarina (58), São Paulo (52) e Minas Gerais (48)", afirmou a reportagem, que relata ainda que "por estas razões, as missões internacionais são consideradas vitrines pelos empreendedores".

COMPARTILHE:

Notícias Relacionadas

Goiás 10/09/2017 Análise: Rollemberg tira Brasília da falência e acena para o futuro

Em 3 anos, governador deu volta por cima e reestabeleceu ordem no DF. Reelege-lo é garantir que não haverá mudanças indesejáveis no percurso

Goiás 10/09/2017 Presidente da OAB-GO visita nova TBC e elogia mudanças

Acompanhado do jornalista e apresentador Enzo de Lisita, Lúcio conheceu os novos estúdios da emissora, ilhas de edição e a redação.

Goiás 10/09/2017 Vitti ajudará a coordenar campanha de Eliton

Vice-governador diz que ele e presidente da Assembleia são amigos e que distanciamento se deve à agenda intensa dos últimos meses.

Goiás 10/09/2017 IPTU: Iris pressiona, mas não convence OAB a desistir de ADI

Prefeito Iris Rezende (MDB) enviou comissão para convencer presidente Lúcio Flávio a desistir do recurso, mas enviados falharam na missão.

INSCREVA-SE

Cadastre seu e-mail e fique por dentro de todas as notícias do Brasil e do mundo com publicações realizadas pelos melhores jornalistas do Brasil. A plataforma inteligente do GBrasil oferece o melhor do conteúdo jornalístico exclusivo para você.

ENVIAR
Obrigado por se inscrever em nosso site. Aguarde novidades!
ACOMPANHE AS NOSSAS REDES
  • Show da Manhã - Jovem Pan-GO