Mato Grosso do Sul

Refis do Azambuja: prazo para quitar dívidas aumenta

POR Colunista MS | 28/09/2017
img/noticias/Refis do Azambuja: prazo para quitar dívidas aumenta
O

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) apresentou à Assembleia Legislativa nesta quinta-feira (28) novo projeto para o Refis (Programa de Recuperação Fiscal), flexibilizando as regras para quem quiser quitar dívida tributárias com o Estado.

 

O texto prevê agora pagamento dos débitos em até 36 vezes e permite o parcelamento da entrada em até três vezes, mas mantém os descontos de até 95% nos juros e multas. 

 

A substituição do projeto foi lida pelo presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Junior Mocchi (PMDB), no fim da sessão desta quinta-feira.

 

REGRAS

Pelas novas regras, empresários e contribuintes terão até 36 vezes para pagar o que devem de ICMS (Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços), ITCD (Imposto sobre Transmissão Causa Mortis e Doação) e IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores).

 

O governo manteve os 90% e 95% de desconto nos juros e multas que antes só seria permitido para os pagamentos à vista, mas vai permitir a divisão do valor em três vezes, desde que tudo esteja quitado ainda neste ano.

 

Os descontos de 55%, 65% e 75% nas entradas de quem escolher parcelar o débito também foram mantidos, com a diferença é que as primeiras parcelas também poderão ser parceladas em até três vezes. 

 

Substituição – Junior Mocchi explicou que o governo optou pela substituição do projet, que faz as modificações pleiteadas pela “classe empresarial”, para acelerar o trâmite na casa de leis.

 

“Se as alterações fossem feitas por emendas, teríamos de enviar tudo para análise do Confaz [Conselho Nacional de Polícia Fazendária] depois da aprovação aqui”, explicou Mocchi sobre o novo texto já ter o aval do órgão federal.

 

TRAMITAÇÃO

O projeto agora vai novamente para análise da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) na terça-feira, 3 de outubro. O presidente da Assembleia acredita que ainda na próxima semana, será possível colocar a proposta na pauta de votação, mesmo que nenhum deputado tenha feito ainda o pedido de regime de urgência.

 

“Todo mundo é a favor do Refis, pudemos fazer um acordo de líderes para votar na semana que vem”.

 

FONTE: SITE CAMPO GRANDE NEWS

 

COMPARTILHE:

Notícias Relacionadas

Mato Grosso do Sul 28/09/2017 PSB pede a cabeça de líder pró-Temer na Câmara

Liminar impediu sigla de expulsar quatro parlamentares e um ministro favoráveis à rejeição da segunda denúncia contra o ex-presidente

Mato Grosso do Sul 28/09/2017 MS adere à rede nacional para simplificar registro e legalização de empresas

Redesim é um sistema nacional integrado que permite a abertura, fechamento, alteração e legalização de empresas

Mato Grosso do Sul 28/09/2017 Governo espera arrecadar R$ 300 mi com Refis e fundo

Fundo será formado com contrapartida de empresas a incentivos fiscais. Só Refis deve render R$ 120 milhões.

INSCREVA-SE

Cadastre seu e-mail e fique por dentro de todas as notícias do Brasil e do mundo com publicações realizadas pelos melhores jornalistas do Brasil. A plataforma inteligente do GBrasil oferece o melhor do conteúdo jornalístico exclusivo para você.

ENVIAR
Obrigado por se inscrever em nosso site. Aguarde novidades!
ACOMPANHE AS NOSSAS REDES
  • Show da Manhã - Jovem Pan-GO