Mato Grosso

Cuidados simples garantem a diversão nas festas juninas

POR Colunista MT | 19/06/2017
img/noticias/Cuidados simples garantem a diversão nas festas juninas
&

“No Brasil, no mês de junho

Tem foguete, tem quentão

Tem quadrilha e roupa bonita

Milho e reza pra São João

Menina vestida de chita

Santo Antônio no coração

 

Mas pra diversão ficar completa

Não podemos abusar

Muito cuidado com os fogos

Porque pode se queimar

O alerta é pra todos

Pra festa não acabar”

 

O repente é animado, mas não é brincadeira. Com festas juninas ocorrendo entre os meses de junho e julho em todo o estado, o Corpo de Bombeiros e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) fazem um alerta sobre o risco de queimaduras pelo manuseio de fogos de artifício, fogueiras, bombinhas e os chamados “estalinhos”.

 

Segundo o Corpo de Bombeiros, todos esses artefatos podem causar queimaduras e lesões graves em membros, olhos e ouvidos, caso não sejam manuseados corretamente. Além disso, existe o risco de incêndio pelo armazenamento e direcionamento incorreto, como no caso dos fogos de artifício.

 

Para evitar acidentes, a orientação é armazenar o material em local seguro, longe de qualquer fonte de calor e não permitir o acesso de crianças. O manuseio deve ser feito por pessoas acima de 18 anos, que devem estar sóbrias e obedecer às instruções que constam na embalagem de cada produto.

 

A queima dos fogos, independente da classe de cada produto, deve ser realizada em local afastado, distante do público, casas e fiação de energia elétrica. Em caso de falha no explosivo, não se deve direcionar o produto para o rosto ou para outra pessoa, como alerta o tenente Bombeiro Militar, Janisley Teodoro, pois pode haver um retardo na explosão.

 

“A maior parte dos acidentes acontece por descuido no manuseio ou falha no explosivo. Além de ocasionar queimadura, o mau uso do foguete pode resultar em amputação de mãos, cegueira e danos à audição”, explica. Ele acrescenta que o risco de queimaduras e lesão nos olhos e ouvidos também existe com as bombinhas e estalinhos, caso não sejam usados corretamente.

 

Fogueiras

No caso específico de fogueiras, o Corpo de Bombeiros lembra que é proibido atear fogo em área urbana em qualquer época do ano, ou seja, quem acender fogueira está sujeito à punição. A fiscalização, nesses casos, é de competência dos municípios.

 

Para não correr risco de ser penalizado, o comandante do Batalhão de Emergências Ambientais do Estado (BEA-MT), tenente coronel Paulo Barroso, afirma que o ideal é que o organizador da festa junina procure o órgão ambiental do município para saber como proceder em caso de fogueira para uma festividade tradicional.

 

Já para quem mora em comunidade rural e quer manter a tradição, é necessário seguir as orientações do Corpo de Bombeiros. A principal delas é realizar a fogueira longe de residências e de produtos inflamáveis. Também é indicado limpar a área ao redor (aceiramento) para evitar que as chamas se alastrem. No fim da festa, ao apagar o fogo, é importante jogar água e enterrar as cinzas.

 

Primeiros socorros

 

Em casos de queimaduras, o primeiro procedimento é afastar a vítima da fonte de calor e avaliar a extensão da lesão, como orienta a gerente médica do SAMU em Cuiabá, Ingrid Rodrigues. “Feito isso, a orientação é mergulhar a área queimada em água limpa e fria para alívio da dor e, após resfriar a área, envolve-la em pano limpo e encaminhar a vítima para o hospital”, completa.

 

Pelo número 192, o SAMU oferece orientações de como proceder nos primeiros socorros. O usuário deve relatar ao médico regulador o máximo de informações sobre o acidente e sobre as lesões. Segundo Ingrid, queimaduras em até 15% de área corporal podem ser consideradas de baixo risco, exceto se ocorrerem em pescoço e na face. A mensuração da área pode ser feita tomando como base a palma da mão, que equivale a 1%.

 

Mas, independente do tamanho da lesão, a especialista alerta para os procedimentos que não devem ser realizados, entre eles: utilizar cremes, pomadas, pasta de dente, pó de café ou qualquer outro “remédio” caseiro, não estourar as bolhas, nem colocar gelo sobre a queimadura.

 

(Fonte: Gcom-MT)

COMPARTILHE:

Notícias Relacionadas

Mato Grosso 19/06/2017 Deletran aponta que 80% dos acidentes de trânsito envolvem embriaguez e velocidade

Dados apontam 100 mortes no trânsito no primeiro semestre nas cidades de Cuiabá e Várzea Grande

Mato Grosso 19/06/2017 MT Hemocentro promove campanha sobre a doação de componentes do sangue

1,8% da população brasileira doa sangue e, deste percentual, apenas uma pequena parcela conhece a aférese

Mato Grosso 19/06/2017 Governador destaca potencialidades de MT em evento da indústria do algodão

5º Workshop da Qualidade do Algodão reuniu público formado por produtores e técnicos de todo o Brasil

Mato Grosso 19/06/2017 MT: Sema e Batalhão Ambiental apreendem armas e animais silvestres recém-abatidos

Ação levou quatro homens à prisão e resultou em multa de R$ 16 mil por porte de arma e crime de caça ilegal

INSCREVA-SE

Cadastre seu e-mail e fique por dentro de todas as notícias do Brasil e do mundo com publicações realizadas pelos melhores jornalistas do Brasil. A plataforma inteligente do GBrasil oferece o melhor do conteúdo jornalístico exclusivo para você.

ENVIAR
Obrigado por se inscrever em nosso site. Aguarde novidades!
ACOMPANHE AS NOSSAS REDES
  • Show da Manhã - Jovem Pan-GO