Mundo

Macron conquista ampla maioria parlamentar na França

POR GBrasil | 19/06/2017
img/noticias/Macron conquista ampla maioria parlamentar na França
A

A República em Movimento (LREM), partido do presidente da França, Emmanuel Macron, vencerá o segundo turno das eleições legislativas e terá uma ampla maioria na Assembleia Nacional, Câmara Baixa do Parlamento, segundo as pesquisasde boca-de-urna divulgadas pela imprensa francesa.

 

A legenda terá de 355 a 425 cadeiras das 577 da Câmara. O número é muito superior aos 289 assentos necessários para alcançar a maioria e aprovar as reformas do chefe de Estado sem a necessidade de formar alianças com outros partidos. As projeções mostram uma ampla vitória do LREM e de Macron, ainda que com vantagem inferior à prevista nas pesquisas de intenção de voto ao longo da última semana.

 

No total, o segundo turno definirá 573 das 577 cadeiras que compõem a Câmara Baixa francesa, já que quatro foram escolhidas já no primeiro turno.

 

Oposição

O partido conservador Os Republicanos, segundo apontam as projeções, terá a segunda maior bancada, ao obter entre 95 e 133 cadeiras. Também se confirma a derrota esperado para o Partido Socialista, que controlava a maioria na Assembleia Nacional e ficará a partir de agora com entre 27 e 49 deputados junto com os aliados ecologistas.

 

O coordenador da campanha dos Republicanos, François Baroin, afirmou neste domingo que a legenda fará uma "oposição firme" às políticas do presidente Macron na Assembleia Nacional.

 

“Macron tem o conjunto dos poderes. Desejo a ele boa sorte. Mas nós conseguimos um grupo suficientemente importante para fazermos ouvir nossos compromissos e nossas convicções. Vamos evidenciar nossas diferenças, sobretudo no aspecto fiscal”, disse Baroin.

 

Marine Le Pen é eleita deputada

Derrotada por Macron nas eleições presidenciais, a líder da Frente Nacional, Marine Le Pen, foi eleita neste domingo, pela primeira vez, como deputada na Assembleia Nacional da França.

 

Segundo as projeções de boca-de-urna, o partido de Le Pen pode obter até nove cadeiras, o que transformaria a Frente Nacional na quinta força parlamentar. “Combateremos com todas as nossas forças os projetos do governo criados em Bruxelas”, afirmou Le Pen, que até então representava a França na Eurocâmara.

 

Ela estabeleceu como principais campos de batalha a alta de impostos, a política migratória e os tratados internacionais de livre comércio. Le Pen acredita que, apesar da maioria absoluta no parlamento, as ideias do presidente são minoritárias no país e que os franceses não as apoiarão.

(da Agência Brasil)

COMPARTILHE:

Notícias Relacionadas

Mundo 19/06/2017 Redes sociais estão dilacerando sociedade, diz ex-executivo do Facebook

Chamath Palihapitiya afirma que internet constrói mundo sem discursos civis, sem cooperação, com desinformação e com falsidade.

Mundo 19/06/2017 Argentina: juiz manda prender Cristina Kirchner

Suspeita-se que Cristina sabia da atuação do Irã no atentado à sede da Associação Mutual Israelita Argentina (Amia) em 1994, que matou 85.

Mundo 19/06/2017 Trump reconhece Jerusalém como capital de Israel

O status de Jerusalém tem sido um dos problemas mais espinhosos dos esforços de paz do Oriente Médio

Mundo 19/06/2017 Ministro da Fazenda disputa Presidência… no México. É o sonho de Meirelles

Ex-ministro da Fazenda que disputa Presidência contra populista de esquerda. Poderia ser narrativa brasileira, mas isto acontece no México.

INSCREVA-SE

Cadastre seu e-mail e fique por dentro de todas as notícias do Brasil e do mundo com publicações realizadas pelos melhores jornalistas do Brasil. A plataforma inteligente do GBrasil oferece o melhor do conteúdo jornalístico exclusivo para você.

ENVIAR
Obrigado por se inscrever em nosso site. Aguarde novidades!
ACOMPANHE AS NOSSAS REDES
  • Show da Manhã - Jovem Pan-GO